fbpx

Aula Experimental Gratuita

01 Escolha uma cadeira confortável e uma mesa de apoio, procure três folhas tipo ofício, lápis nº 6B (brando), e borracha mole, não esquecendo de colocar uma música de fundo do tipo barroca ou de meditação, que acompanharão muito bem os exercícios que serão desenvolvidos. (Os cientistas descobriram que a música barroca se afina com as batidas do coração, e por esta razão, a pessoa relaxa com mais facilidade entrando em harmonia com o seu físico).

curso modulo desenho pintura arte exercicio

02 RELAXE ... RESPIRE PELAS NARINAS ... BEM DEVAGAR ... INSPIRE E EXPIRE... (REPITA 5 VEZES).

03 Na continuação, pegue seu lápis com a mão direita, ou preferencial, caso seja canhoto, e numa folha de papel disposta em sentido vertical trace duas marcas: a 5 cm aproximadamente da borda superior e a 5cm da borda inferior, do lado esquerdo da folha (uma em cima e outra embaixo).

curso modulo desenho pintura arte exercicio

04 Entre as duas marcas desenhe um perfil ou silhueta de um rosto humano, direcionado para o centro da folha. Não desenhe olhos, lábios, ou cabelo, apenas uma linha que lembre um perfil.

OBS.: Pouco importa se o seu desenho for "feio". Não se preocupe, pois o exercício terá um outro desdobramento que no final o diferenciará, resultando num exercício diferente do qual você está imaginando. Portanto, nada imagine. Deixe sua mão esboçar o perfil que você possui na sua reserva mental. Você pode achar que nada sabe, mas isso não é verdade! Confie na sua memória e verá que sabe SIM.
curso modulo desenho pintura arte exercicio

05 BEM, agora que você terminou o primeiro perfil, faça outras duas marcas do lado direito da mesma folha, uma em cima e outra embaixo, da mesma maneira anterior. Desenhe uma linha semelhante ao perfil anterior, só que mirando na direção do outro perfil também para o centro da folha, como se fosse espelhado. Porém não lembrando de que se trata de um perfil, abstraia sua mente do referencial PERFIL, DESENHE APENAS UMA LINHA (semelhante ao perfil).

OBSERVE: o movimento que descreve no espaço, a sua geometria, ora sinuosa, ora mais reta. Esteja atento a seu ritmo e desenhe lentamente...
curso modulo desenho pintura arte exercicio

06 Quando terminar, observe que entre os dois perfis ficou definida uma forma. Se tiver à mão canetas hidrográficas, lápis de cor, ou o próprio lápis, passe pelos contornos da forma central obtida (a cor escolhida, de preferência, deve ser escura para salientar a forma).

07 Dentro da forma obtida, e muito ludicamente, desenhe livremente o que quiser. Faça-o dentro do espaço definido, dando asas à sua criatividade, e às expressões artísticas que naturalmente se manifestarão em você , como estrelinhas, traços diversos, rabiscos, paisagens, enfim ouça sua criança interior e dê vazão ao seu emocional. Sinta-se e seja uma criança.

GUARDE ESTE EXERCÍCIO, POIS LOGO O AVALIAREMOS.

curso modulo desenho pintura arte exercicio

08 Agora passemos ao segundo exercício. Talvez você queira saber o que fez. Para que não haja problemas, esqueça sua curiosidade intelectual e continue, não podemos interromper o processo com explicações senão nos arriscamos a perder a espontaneidade e a expressão emocional que a esta altura você já possui, portanto, vamos em frente.

09 Numa outra folha faça um desenho de uma pessoa humana do gênero de sua preferência, com corpo inteiro ou não, enfim, tente e veja o que conseguiu produzir. Seu cérebro tem um depósito de imagens chamado de linguagem simbólica, pois simbolizam no espaço a ideia do objeto de interesse, portanto faça. É provável que obtenha como resultado, aqueles desenhos infantis que você fazia com 10 ou 12 anos de idade.

curso modulo desenho pintura arte exercicio

10 Quando já tiver terminado, pegue outra folha de papel e agora observe o seguinte desenho:

11 Vire o desenho de cabeça para baixo e desenhe-o na sua folha, seguindo somente as linhas, sem tentar lembrar o nome das coisas. Não se preocupe, siga a sua emoção! Perca-se na linha, e não procure controlar nada. Se o seu lado esquerdo reclamar, não lhe dê ouvidos. Relaxe, e desenhe. Deixe-se levar pela música. Convide novamente a sua criança interior a estar presente neste exercício, e ouça-a. Ela lhe falará assim:

Canção

"Vês este desenho ao lado?"
"Pega teu lápis alado e vamos viajar pelas linhas amigas, como um novelo para desenrolar, não queira descobrir seu mistério, te abandona no teu traço e flui com ele. E na sagrada descoberta de criar teu espaço, libertar tua emoção, teu sentido e tua direção... Percebe! Não existe traço igual! Porque embora as gotas do oceano sejam iguais, cada gota é uma e todas são uma só. Assim, tuas linhas são semelhantes, mas não são iguais, as tuas têm tua emoção, tua sensação, tua expressão, teu ser."

12 Agora vamos fazer uma pequena avaliação da tarefa realizada. CHAMAMOS O PRIMEIRO DESENHO DE CÉREBRO DUPLO. Porquê? Porque no lº que foi feito foi utilizado o recurso da memória apelando à sua lembrança e ao seu arquivo da linguagem simbólica. Geralmente ele é feito de forma rápida respondendo à ordem da linguagem falada ao cérebro e reconhecendo-a como uma ordem: “FAÇA UM PERFIL”! Se você o faz, por ser rápido e respondendo à linguagem oral dizemos que é um exercício do lado esquerdo porque, entre algumas das suas atribuições, ele é RÁPIDO, e responde ao centro da linguagem.

13 O 2º, do perfil, é mais lento porque se pretende esquecer o nome que a linha representa se abstraindo do conteúdo, e observando a geometria descrita no espaço. Assim, ampliamos a visão, nos atrelando apenas ao essencial. Para isso é preciso que haja ATENÇÃO, pois sem ela não haverá OBSERVAÇÃO, e como conseqüência de que não existe a reflexão, que é a capacidade humana por excelência mas que infelizmente não existe em todos os Seres Humanos. A palavra ATENÇÃO nos sugere o seguinte: (A-TENÇÃO) A - partícula negativa, TENÇÃO - tensão, equivale ao termo SEM TENSÃO, relaxar é quesito imprescindível na ligação com o seu lado direito. Por este motivo dizemos que neste caso, você ligou o seu LADO DIREITO que foi exercitado de forma LENTA, RELAXADA, E ATENTA, OBSERVANDO SEMPRE CALMAMENTE.

14 Agora que você determinou uma forma, repare que ela não existia. Observe-a. Ela lhe lembra alguma forma conhecida? Um vaso talvez? Pense, não foi um vaso o solicitado, o que sucedeu simplesmente foi que você se aproveitou da existência dos vazios e aí a criatividade surgiu. Isso mesmo! O VAZIO é o terreno da criatividade. Nada se cria quando se está só na presença do cheio. Devemos formar um ambiente para criar algo novo. Poderíamos dizer que este é um exercício de cérebro triplo, o ESQUERDO que responde rápido, e responde à linguagem oral; o semelhante, que é o DIREITO, lento, observador e responsável pela linguagem visual ou espacial; e o VAZIO, que é onde reina a essência lugar de onde tudo surge. Legal não?

AVALIAÇÃO DO 2º EXERCÍCIO:

15 O segundo exercício se divide em duas partes. A primeira parte representa um desenho simbólico, produto das idéias concebidas durante o primeiro aprendizado, usando o lado esquerdo do cérebro, ele é apenas linear e pouco realista, por isso os resultados em término de desenho não resultam do agrado das pessoas. O fato é que usamos o cérebro para funções inadequadas, por exemplo: o lado esquerdo pelas suas características racionais não tem competência na área emocional, e vice-versa.

16 A segunda parte (do desenho ao contrário) nos dá a clara percepção de que possuímos o nosso lado direito, só que nunca o tínhamos experimentado. Agora podemos ver claramente como, através de um meandro de linhas aparentemente confusas, podemos obter um desenho adulto, estruturado, e bastante complexo. Esta 2º parte nos permite visualizar, através de uma maneira prática, como podemos avançar no terreno do LADO DIREITO DO CÉREBRO utilizando o desenho como ferramenta.

17 Vale lembrar que do caos nasce a ordem, e assim se manifesta esse nosso lado. Conhecê-lo significa, conhecer uma outra dimensão desconhecida até então para você.

PARABÉNS! Você acaba de concluir a primeira experiência com os seus dois lados cerebrais.
Clique aqui e mande sua opinião sobre a experiência realizada, ela é muito importante para nós!